MERYL STREEP NA VOGUE

A notícia de que Meryl Streep estará na capa da Vogue americana em janeiro chegou para a gente como uma primeira ótima notícia de 2012. Ela já havia aparecido na capa da Vogue francesa em maio de 2010. A atriz está com 62 anos e aos 40 pensou que sua carreira estivesse acabada. Quando completou esse idade, Meryl perguntou ao marido o que eles deveria fazer agora que sua carreira no cinema estava encerrada! No ano seguinte, ela recebeu três ofertas para encenar bruxas em três filmes diferentes e pensou que a mensagem era bem clara: “Depois que as mulheres passam da idade de ter filhos, ela só podem ser vistas como algo grotesco em determinado nível”.

A carreira de Meryl Streep, no entanto, estava longe de ser encerrada em 1989, quando completou 40. Maryl é uma das poucas atrizes que continua conseguindo se impor e fazer bons papeis sem ter que se submeter a cirurgias loucas, dietas ou se contentar apenas com papeis coadjuvantes. Com essa capa linda, Maryl conseguiu impor sua beleza calma e natural também ao mundo da moda. Ela é a mulher mais velha a estrelar uma capa da Vogue desde que Anna Wintour edita a revista e provavelmente desde que a publicação foi lançada, há mais cem anos. A idade média das mulheres que aparecem na capa da Vogue americana é de 30.3 anos, segundo levantamento da New York Magazine, que checou as idades de todas as capas desde janeiro de 2000. Exceto Meryl, a única mulher com mais de 50 anos que conseguiu emplacar uma capa desde que Anna Wintour passou a editar a revista, em 1988, foi Priscilla Presley, ex-mulher de Elvis Presley que esteve na edição de agosto de 2004.

A matéria foi escrita por Vicki Woods e fotografada por Annie Leibovitz em uma fazenda de produtos orgânicos. Meryl é militante da comida orgânica e sustentável há mais de dez anos e participa de um grupo de mulheres que luta pela fundação de um museu nacional da história das mulheres, para o qual ela doou um milhão de dólares no ano passado. A ideia é que o National Women’s History Museum (nwhm.org) conte a história de todas as mulheres incríveis que ficaram esquecidas na história americana simplesmente porque essa história era escrita pelos homens.

Para a gente, ver Meryl Streep estampada nessa revista traz todo um sabor de futuro melhor, onde as revistas escolherão suas capas muito mais pela história e pelo que elas representam do que pela idade que têm e o número que vestem. Como Vicki Woods disse no fim da entrevista: “She’s America’s sweetheart, this woman. And if she was British, they’d have made her a dame long ago”!

Tags: , , , , 16.12.2011 - 08:20 | Postado por Juliana Cunha Categorias: mundo da moda 7 Comentários

Comentários

7 comentários para "MERYL STREEP NA VOGUE"

  • Eliza Leopoldo disse:

    16 de 12 de 2011 às 10:19

    Cousa mais linda ♥!

  • Jean Jaimmesson disse:

    16 de 12 de 2011 às 21:46

    Olha eu acho a Meryl Streep maravilhosa e essa notícia dela na capa da vogue foi como um bálsamo para mim tb. Eu acho super que a visão da Anna Wintour de mercado é muita acertada, porque muito embora ultimamente nos tenham feito acreditar que depois de certa idade o que nos espera é um corpo feio e uma vida frustada, muitas mulheres maravilhosas de 40 e 50 anos estão aí para provar que não é. Para provar que se pode ter uma pela bonita sem injeções que nos deixam com cara de boneca de cera, que se pode ter um corpo saudável sem torturas medievais ou vertigens de fome, e ter uma vida muito bem movimentada e produtiva.
    Eu me lembro muito bem da Meryl arrasando super em “As Horas”, porque a Nicole mereceu ganhar o Oscar, mas a Meryl foi a que melhor expressou as frustações, conflitos, incertezas e dificuldades da vida moderna. Mas com toda certeza o “joi de vivre” ela nos mostra em Julie&Julia. Eu te amo pra sempre Meryl!

  • ana carolina steil disse:

    18 de 12 de 2011 às 11:11

    essa é a prova de que pra se estar bela e radiante há que se preocupar muito mais em alimenatar a alma do que enlouquecer com as “imperfeiçoes” que nos fazem únicas… ela é maravilhosa!

  • Esli disse:

    19 de 12 de 2011 às 15:03

    Gostava tanto desse blog, mas depois da reformulação do formato a navegação ficou ruim, demorada, é dificil acessar os posts anteriores e na correria acabo quase nem vindo mais. Uma pena, pq o conteúdo continua ótimo.

  • alinecastillo@gmail.com disse:

    20 de 12 de 2011 às 11:12

    Acho que ao menos dessa vez a Vogue vez juz ao sentido da palavra. A gente tem que pensar, cada vez mais que em moda, o público alvo queridinho por todos ( das indústrias às campanhas de publicidade) envelhece! e não é porque envelhece que vai aceitar se deixado de lado.
    Essa capa com a linda da Meryl, serve como luz no fim do túnel pra esse pensamento chato de que depois de uma certa altura a vida não é tão mais legal quanto como éramos jovens. E vcs, sempre dando a notícia de um jeito tão liiindo!

    AMEI!

  • Ana disse:

    24 de 12 de 2011 às 02:19

    Foi uma bela capa! Muito bem comentado o texto também.

  • karolia i disse:

    12 de 01 de 2012 às 19:29

    eu amo a Meryl tanto q eu tenho foto dela no meu celular eu vi o filme mais antigo dela 2amores FOI O foi o primeiro filme antigo q eu ja vi dela e eu chorei foi LINDO a vi tambem ela eo diabo AMEI MERYL I LOVE YOU QUANDO EU TIVER 26 VOU TER PREUCURAR POR ESSE MUNDO AFORA SOU

Deixe seu comentário

Conecte-se através de uma de suas contas ou preencha seus dados abaixo!